Não foi do nada que decidimos criar o Coletivo Sawabona, ao contrário, foi do tudo!

A primeira ideia do coletivo surgiu de uma conversa entre o Thiago Moskito, Tony Tals e Gabriel Choquito. O modelo adotado é bem diferente do modelo proposto no passado.

Mais para frente Thiago Moskito se encontrou com Bruno Nepomuceno, Fabrício Soares – ambos designers – e com a Gabriela Souza (cofundadores do Coletivo) e tornaram a conversar sobre o modelo. O Bruno e Moskito já prestavam serviços para outras empresas (B2B) e concluíram que seria mais pertinente se juntar forças para angariar mais clientes e atuar em uma parcela maior de mercado.

Hoje, depois de amadurecer bastante o conceito e executar dezenas de atividades que estavam pendentes, documentaram todo o modelo de negócio e todos os sistemas que suportaram o funcionamento do mesmo.

O que significa “Sawabona”?

“Sawabona” significa “eu respeito você, valorizo você e você é importante para mim”, e nesse momento cabe uma pesquisa no Google para saber mais sobre essa palavra mágica.

O que é o Coletivo Sawabona

O Coletivo é formado em sua maioria por profissionais da área do design e temos como objetivo tornar o mundo mais bonito, literalmente! Queremos que pequenos empresários tenham seus trabalhos tão bonitos e funcionais quanto gigantes como a Google ou Apple. O negócio do Coletivo é exatamente esse, dar essa oportunidade diminuindo a diferença através do design.

Como funciona?

É bem simples. O cliente escolhe um plano e paga. Assim que houver confirmação do pagamento, o sistema envia um email ao cliente com nome de usuário e senha para acessar o sistema de demandas.

Uma vez dentro do sistema, o cliente poderá solicitar inúmeras demandas durante os 30 dias do plano, desde que uma de cada vez. Quando uma for entregue, ele pode solicitar outra.

Todo o processo é feito através da nossa plataforma de demandas, a comunicação entre o cliente e nós e também futuros orçamentos, faturas etc. Além dos serviços contidos nos planos, executamos outras atividades de mesmo nicho que podem ser solicitados através do sistema de demandas.

Eu tenho para falar à você sobre o Coletivo Sawabona, mas há tanto o que fazer ainda que isso fica para um próximo post.

Se restou dúvidas ou você deseja fazer uma crítica, sugestão… Enfim, deixa seu comentário abaixo que respondo em no máximo 24 horas.